de CORAÇÃO CHEIO

Todos os anos a rotina do S.Gonçalinho é igual, todos os anos se ornamenta a capela na sexta à tarde, todos os anos se faz a aletria e se rapa o tacho no sábado à noite, todos os anos se janta rojões no sábado, se almoça chanfana e se janta leitão no domingo, todos os anos vamos atirar cavacas num grupo enorme no domingo à tarde (este ano éramos 18), todos os anos vamos à arruada na segunda-feira e jantamos todos e vamos ver o fogo e vamos à capela, todos os anos encontramos as mesmas caras e todos os anos o fim de semana de S.Gonçalinho é sagrado!

Há rotinas e tradições que não se desfazem nem por nada, esta é uma delas. Não me lembro de mim sem o S.Gonçalinho e não me imagino sem ele, é tão nosso que esperamos o ano todo para chegar e ficar a contemplar  aquilo que todos os anos é igual mas que não queremos que seja diferente. Gosto muito de nós e do S.Gonçalinho e queria muito que fosse assim, sempre igual, para sempre!

(aletria da avó à moda do San G’çalinho)
Anúncios